Academic Ranking of World Universities figura entre os principais rankings universitários do mundo, ao lado do Times Higher Education

Anualmente o Academic Ranking of World Universities (ARWU) realiza duas publicações: o ranking das 1000 melhores universidades do mundo e o ranking global por disciplinas acadêmicas. O curso de Odontologia da Universidade de Passo Fundo (UPF) está, ao lado das melhores instituições do mundo, no mais recente levantamento feito. O ARWU e seu conteúdo têm sido amplamente citados e empregados como referência para identificar os pontos fortes e fracos nacionais, bem como facilitar a reforma e estabelecer novas iniciativas. O ranking figura entre os principais rankings universitários do mundo, ao lado do Times Higher Education.

De acordo com o professor Me. Fábio Barão, responsável pelo setor de Avaliação Institucional da UPF, o ranking é atualizado anualmente sob a tutela da ShanghaiRanking Consultancy. A organização é totalmente independente em inteligência de ensino superior e não está legalmente subordinada a nenhuma universidade ou agência governamental. “A UPF se destacou na área de Odontologia, na posição 201-300. Nessa área a primeira colocada foi a Universidade de Michigan Ann-Harbor, nos EUA, e nela estão ranqueadas 26 Universidades brasileiras federais, comunitárias e privadas. A primeira colocada do Brasil foi a USP, ficando na 15ª posição mundial, a Unicamp na 42ª posição e dessas 26 brasileiras, a UPF ficou na 21ª posição”, salienta o coordenador, pontuando ainda que, na lista, constam seis universidades gaúchas, das quais apenas duas não estatais.

Coordenadora do curso, a professora Dra. Juliane Bervian, destaca que a inserção da Universidade no ranking, por meio do curso de Odontologia, é fruto do trabalho e dedicação de professores e estudantes, envolvidos com o ensino, a pesquisa e a extensão universitária. “Precisamos dizer que este não é um trabalho que ocorre do dia para a noite, mas feito por muitas mãos e com muita dedicação ao longo dos anos. É resultado de um esforço para que, na graduação, os estudantes sejam motivados para a pesquisa. Aqui, o tripé ensino, pesquisa e extensão é muito forte e desde o início os acadêmicos são incentivados. Por termos um mestrado e doutorado de excelência, nossos estudantes têm a possibilidade de ter uma formação ainda mais qualificada. Estarmos nesse ranking mostra que o trabalho coletivo, entre professores e estudantes, tem resultado e faz a diferença”, observa.

 

Os rankings usam uma série de indicadores acadêmicos objetivos e dados de terceiros para medir o desempenho das universidades mundiais em assuntos relevantes, incluindo produção de pesquisa, influência da pesquisa, colaboração internacional, qualidade da pesquisa e prêmios acadêmicos internacionais. Com atuações de referência em todo o mundo, um exemplo dessa inserção internacional é materializado pelo trabalho do professor Dr. Álvaro Della Bona. Com publicações em revistas de grande impacto e colaborações com universidades de diversos países, ele pontua que os rankings refletem os resultados construídos por longa atuação no ambiente da pesquisa.

 

Segundo o coordenador do Programa de Pós-Graduação em Odontologia, os rankings acadêmicos que apresentam como base a publicação científica e a internacionalização, tem sua importância ampla na academia com divulgação global da Instituição e do curso de Odontologia, valorizando ainda mais o Programa. “Esses resultados deixam orgulhosos os profissionais que se formaram e estão em formação na nossa Instituição. O sentimento de pertencimento é ampliado e a comunidade acadêmica tem reconhecido seu esforço e dedicação em desenvolver a ciência de alcance internacional, processos realizados com enorme dificuldade, considerando que nossa Universidade está longe de grandes centros e da dificuldade em obter recursos de fomento à pesquisa”, reforça.

 

Sobre o Ranking de Shanghai                                                                                    O Academic Ranking of World Universities (ARWU) foi publicado pela primeira vez em junho de 2003 pelo Center for World-Class Universities (CWCU), Graduate School of Education (antigo Institute of Higher Education) da Shanghai Jiao Tong University, China, e é atualizado anualmente sob a tutela da ShanghaiRanking Consultancy. A ShanghaiRanking Consultancy é uma organização totalmente independente em inteligência de ensino superior e não está legalmente subordinada a nenhuma universidade ou agência governamental.

O ShanghaiRanking começou a publicar o ranking mundial de universidades por disciplinas acadêmicas em 2009. Ao introduzir uma metodologia aprimorada, o Ranking Global de Disciplinas Acadêmicas (GRAS) foi publicado pela primeira vez em 2017. O GRAS 2022 contém classificações de universidades em 54 disciplinas em Ciências Naturais, Engenharia, Vida Ciências, Ciências Médicas e Ciências Sociais. Mais de 1.800 das 4.000 universidades em 93 países e regiões estão listadas no ranking. Os rankings GRAS usam uma série de indicadores acadêmicos objetivos e dados de terceiros para medir o desempenho das universidades mundiais em assuntos relevantes, incluindo produção de pesquisa, influência da pesquisa, colaboração internacional, qualidade da pesquisa e prêmios acadêmicos internacionais.

Foto: Tainá Binelo

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui