Desde 2019 o município de Machadinho dispõe da Lei que prevê alguns direitos para pessoas com Transtorno do Espectro Autista. Saindo do papel para a prática, o município mobilizou iniciativas que dizem respeito aos direitos de autistas.

A secretária de Educação e Cultura do município, Eveline Betiolo da Rosa, salienta que juntamente com as demais pessoas com prioridades para atendimentos a iniciativa visa assegurar o direito aos autistas através de uma política pública.

“Pensando no bem-estar e qualidade de vida deles, temos que sair do campo dos discursos para a prática, garantindo o acesso à escola e melhorar o desenvolvimento de cada um ” disse Eveline.

Através da Lei e para amplo conhecimento da comunidade, foram fixados em espaços públicos e de maior circulação e atendimento ao público, cartazes de conscientização sobre atendimento prioritário.

Além da prioridade nos atendimentos dentro e fora da escola, o município está trabalhando na confecção de carteirinhas de identificação que contenham dados básicos como: nível de autismo, contato familiar em caso de necessidade e todas as informações para garantir um atendimento de qualidade.

A implantação efetiva das polícias que asseguram o direito às pessoas com autismo, teve a iniciativa através do pedido do Vereador Zauri Piloneto (MDB) que encaminhou ao executivo municipal a solicitação.

Foto: Divulgação

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui