Schumann anuncia fechamento de 29 lojas neste mês

A crise causada pela inflação e juros altos desde 2021, que afeta a maioria dos consumidores e as vendas a prazo, exigiu uma decisão de maior impacto da rede catarinense Schumann, que atua com móveis, eletrodomésticos e outros itens.

A empresa decidiu fechar 29 unidades no Estado durante este mês de julho, conforme nota divulgada pelo fundador e presidente do grupo, André Leonardo Schumann.

– Até o fim deste mês de junho, a Schumann encerrará as atividades de 29 lojas em sua área de atuação. Essa indesejável decisão foi tomada em face do cenário econômico em que se encontra o país, resultante da perda do poder de compra dos consumidores, do crédito mais caro e do endividamento das famílias. A associação desses fatores impactou negativamente o consumo de bens duráveis e ampliou de maneira preocupante a inadimplência geral, não só no varejo, mas em todas as áreas da economia – diz a nota da empresa.

A rede Schumann não informou quais lojas serão fechadas, nem quantos colaboradores serão desligados. Faz um agradecimento ao apoio dos colaboradores que foram essenciais ao crescimento da empresa nesses 26 anos de trajetória e informa que está trabalhando para realocar, conforme as possibilidades, os recursos humanos nas filiais que continuarão operando, para minimizar os custos sociais da reestruturação anunciada.

A empresa encerra a nota dizendo que segue acreditando no empreendedorismo e está convicta de que em breve haverá superação do atual quadro da macroeconomia brasileira.

Fundada em Seara em 1997, a Schumam transferiu a sede para Chapecó e chegou a cerca de 80 lojas em 2020, em Santa Catarina, abrindo também um e-commerce com atuação nacional.

Foto: Divulgação

Facebook
Twitter
WhatsApp
Posts Recomendados