Inscrições para obtenção do Selo EmFrente, Mulher começam nesta sexta (1º)

As inscrições das empresas para a obtenção do selo EmFrente, Mulher começam nesta sexta-feira (1º/3) e vão até 31 de março. Podem se inscrever as empresas com regularidade fiscal e trabalhista do Estado e que comprovem, por meio do envio de documentação, que desenvolvem ações e programas de valorização e fortalecimento dos direitos das mulheres.

O selo foi lançado em 15 de março de 2023, com o objetivo de aumentar o engajamento das empresas no fortalecimento da defesa dos direitos das mulheres, no combate à violência contra elas e na superação das desigualdades em relação aos homens. A iniciativa é do Comitê Interinstitucional de Enfrentamento à Violência contra a Mulher, ligado ao Gabinete do Governador, como parte do programa RS Seguro, e composto por todos os Poderes e por outras instituições do Estado.

“Implementar ações como essa, move a sociedade na direção do combate à violência contra mulher. Devemos ter participação efetiva nos espaços que ocupamos e isso inclui as lideranças empresariais. O selo se torna poderoso porque une a disposição e o exemplo de empresas, que acabam contagiando outras, e os consumidores, que passam a observar e a exigir essas boas práticas. Assim começamos a mudar a cultura, a partir de um hábito coletivo”, afirma o governador Eduardo Leite.

Criado pela Lei 15.916/2022, o Selo EmFrente, Mulher tem validade de dois anos e pode ser renovado. As inscrições para a certificação são abertas anualmente, sempre em março, mês da mulher. Para obtê-lo, as empresas deverão observar um número mínimo de critérios conforme o seu porte. As análises são realizadas por uma comissão julgadora, coordenada pela Secretaria de Justiça, Cidadania e Direitos Humanos e que conta com a participação de integrantes do comitê.

No ano passado, 13 empresas foram contempladas com o selo. Além dos certificados, elas participaram de painéis, nos quais puderam apresentar as boas práticas e as estratégias de atuação que adotam no enfrentamento à violência contra a mulher.

O secretário-executivo do Programa RS Seguro e responsável pela coordenação do Comitê EmFrente, Mulher, Antônio Padilha, destaca que, na edição de 2023, houve a adesão de empresas de diferentes ramos, que se mostraram cada vez mais engajadas e comprometidas com a causa.

“Esperamos que, este ano, a adesão continue crescendo. Que mais empresas demonstrem o comprometimento com a causa. Esse foi e continuará sendo um trabalho integrado em prol de um objetivo e de resultados em comum: permitir que o tema da violência contra a mulher esteja cada vez mais presente no ambiente de trabalho, para que os índices diminuam de modo crescente e menos mulheres sejam vítimas de qualquer tipo de agressão”, comenta Padilha.

Sobre o Comitê

O Comitê Interinstitucional de Enfrentamento à Violência contra a Mulher – Em Frente, Mulher foi criado pelo Decreto Estadual 55.430/2020 e tem como objetivo central fortalecer a rede de apoio às mulheres em situação de violência e promover entre os gaúchos uma mudança de cultura, que valorize a proteção da mulher na sociedade em todas as suas formas.

Foto: Divulgação

Facebook
Twitter
WhatsApp
Posts Recomendados