Fazenda: Rodrigo Tochetto projeta ações da pasta para 2023

A Secretaria Municipal da Fazenda exerce um importante papel para o desenvolvimento de Lagoa Vermelha. A pasta trata dos recursos monetários do Município, através da administração financeira, tributária, contábil e patrimonial. Além de gerenciar a arrecadação de tributos, rendas e pagamentos dos compromissos do Município.

De acordo com o Secretário Municipal da Fazenda, Rodrigo Tochetto, o custo fixo do Município por mês é em torno de 6 milhões, chegando a aproximadamente 72 milhões de reais por ano. Ao fazer um balanço das ações promovidas pela Secretaria em 2022 o gestor da pasta comentou que o ano foi positivo e explicou que o crescimento de receita aconteceu dentro da normalidade.

“Em 2022 ocorreu a mudança de local e estrutura da Secretaria da Fazenda. Também assumimos mais dois setores dentro da Prefeitura, sendo o almoxarifado e o setor de compras e patrimônio. Ainda no ano passado iniciamos o processo de digitalização na Prefeitura. Isso, representa como benefício maior agilidade, menos burocracia e vamos conseguir mais espaço físico, além de facilitar a pesquisa e a procura de documentos”, disse.

Para 2023 a Secretaria segue realizando o processo de digitalização. Para isso, a pasta deve montar uma comissão para a avaliação e descarte de documentos.

Também será promovida pela Secretaria mais uma edição da Campanha Nota Legal, que visa estimular a educação fiscal no Município. Além disso, conforme Rodrigo Tochetto, a expectativa é que os carnês do Imposto Predial e Territorial Urbano (IPTU) estejam disponíveis para os contribuintes a partir de março. Com base no Índice Nacional de Preços ao Consumidor Amplo (IPCA), haverá um reajuste de 5,79% no IPTU deste ano.

Foto: Arquivo/ Prefeitura Lagoa Vermelha

Facebook
Twitter
WhatsApp
Posts Recomendados