Estudo das cavernas: UPF realiza especialização inédita na área de Espeleologia

Produzido em parceria com a Fundação Casa da Cultura de Marabá, o curso contempla aulas práticas em três cavernas na Serra das Andorinhas

Reconhecida pela qualidade dos cursos oferecidos em diferentes áreas do conhecimento, a Universidade de Passo Fundo (UPF) inova mais uma vez ao oferecer uma especialização na área de Espeleologia, ciência voltada para o estudo das cavernas. Realizada em parceria com a Fundação Casa da Cultura de Marabá (FCCM), a especialização em Patrimônio Espeleológico é inédita por ser o primeiro curso de lato sensu na área a ser oferecido no Brasil.

A primeira turma, que conta com cerca de 40 estudantes das cinco regiões do país, iniciou as aulas no primeiro semestre do ano. Com aulas remotas ao vivo, os módulos teóricos foram ministrados através do Google Meet, com professores e estudantes interagindo em tempo real. Agora, eles se preparam para explorar na prática todo o conhecimento adquirido. Na próxima semana, os acadêmicos embarcam para o Pará, onde viverão uma imersão em três cavernas na região da Serra das Andorinhas, de 6 a 20 de agosto.

De acordo com a coordenadora do curso, professora Dra. Jacqueline Ahlert, a especialização habilita os egressos para um mercado de trabalho que está em expansão, mas que ainda sofre com escassez de profissionais. “O curso forma profissionais aptos a realizar processos de licenciamento ambiental, levantamentos e avaliações acerca do impacto das obras sobre as cavidades naturais subterrâneas, gerenciar projetos, relatórios de pesquisa, prospecção e demais trabalhos de campo associados a cavernas. Também possibilita a emissão de laudos e pareceres sobre patrimônio espeleológico, a coordenação de equipes multidisciplinares, compensação ambiental e planos de manejo para uso turístico de cavernas”, explica.

Na perspectiva acadêmica, o curso ainda potencializará as pesquisas em cavernas nos mais diversos contextos de análise, estimulará os pós-graduandos à formação e ao ingresso em projetos de pesquisas  da Universidade Federal do Sul e Sudeste do Pará (Unifesspa), Universidade do Estado do Pará (Uepa) e Universidade de Passo Fundo (UPF),  além  de  mediar  saberes  construídos em nível acadêmico e de licenciamento ambiental associado à Espeleologia. “É algo que tanto a comunidade acadêmica quanto os profissionais vinculados a essa área aguardavam com bastante expectativa. A inexistência de uma formação acadêmica na área em nível lato sensu foi que motivou a alta procura pelo curso. Então, como esse era um projeto gestado há muito tempo, a Sociedade Brasileira de Espeleologia comemorou muito essa iniciativa e, após muitos anos, o projeto está sendo executado agora”, afirma a coordenadora.

Especializações da UPF estão com inscrições abertas

Quer aprimorar seus conhecimentos e se destacar no mercado de trabalho? Além da oferta de vagas para a segunda turma da especialização em Patrimônio Espeleológico, a UPF está com inscrições abertas para cursos de especializações e MBAs em diversas áreas do conhecimento. Acesse mais informações e inscreva-se no site www.upf.br/pos.

Fotos: DUO Produtora/Arquivo

Facebook
Twitter
WhatsApp
Posts Recomendados