Estado adquire veículo aéreo não tripulado para mapeamento de áreas a serem regularizadas

O governo do Estado, por meio da Secretaria de Habitação e Regularização Fundiária (Sehab), adquiriu, em outubro, um veículo aéreo não tripulado, que será utilizado na etapa que antecede os processos de regularização fundiária.

Ele permite a realização do levantamento aerofotogramétrico, parte do estudo topográfico georreferenciado das áreas.

A Sehab é a primeira secretaria a possuir esse tipo de equipamento, que é da marca AgEagle Sensefly e foi adquirido por meio de concorrência vencida pela empresa Santiago e Cintra. O modelo utiliza o sistema Real-Time Kinematic, que aplica as correções em tempo real durante o voo. Isso envolve uma estação terrestre que transmite correções diferenciais para o equipamento enquanto ele está em operação, resultando em dados de alta precisão diretamente no campo.

“Entre as vantagens em relação ao modelo multirrotor, anteriormente usado pela Sehab, está a asa fixa e a maior autonomia para percorrer longas distâncias, podendo mapear áreas mais extensas e viabilizar levantamentos aerofotogramétricos em menos tempo”, explicou o titular da Sehab, Fabrício Peruchin.

Capacitação

Na semana passada, servidores do departamento de Regularização Fundiária e Reassentamento (Derf) da secretaria receberam capacitação para operar o veículo ministrada pela RS Tech, representante da Santiago e Cintra.

O treinamento abrangeu a utilização do software Emotion, que permite o monitoramento em tempo real do veículo através de informações de voo, como altitude, velocidade do vento e status de bateria. Além disso ele prevê falhas no planejamento e na realização dos voos, graças à tecnologia inspirada na aviação civil, oferecendo mais segurança.

Após a parte teórica, os participantes do treinamento realizaram uma simulação de voo em campo. Foram realizados dois planos de voo em áreas a serem regularizadas. A previsão é que o equipamento seja utilizado, já na semana que vem, no levantamento aerofotogramétrico dessas áreas.

Foto: Nathalie Sulzbach

Facebook
Twitter
WhatsApp
Posts Recomendados