BRDE opera R$ 1,65 bilhão do Plano Safra em apoio à agroindústria no Sul

O Banco Regional de Desenvolvimento do Extremo Sul (BRDE) registrou um volume total de R$ 1,65 bilhão em contratações do Plano Safra 2022/2023 nos estados de Santa Catarina, Paraná e Rio Grande do Sul, considerando também recursos equalizados diretamente junto ao Tesouro Nacional. Para o Plano Safra 2023/2024, o BRDE estima chegar a R$ 2 bilhões, um incremento de 25%, operando com recursos equalizados pelo governo federal.

Com maiores investimentos em projetos para ampliar a capacidade de armazenagem de grãos, agricultura familiar e de produção sustentável no campo, o Rio Grande do Sul respondeu por R$ 681,6 milhões do volume total das contratações. O vice-presidente e diretor de Operações do BRDE, Ranolfo Vieira Júnior, ressalta que os investimentos via Plano Safra buscam suprir os principais gargalos para o crescimento da produção rural na região Sul.

“Em relação ao agro gaúcho, a questão da armazenagem é muito importante para assegurar maiores ganhos na hora da comercialização da safra de grãos, o que reforça a parceria do BRDE com o campo em projetos estratégicos”, frisou Ranolfo.

O Plano Safra é um programa do governo federal que apoia a produção agropecuária nacional, com recursos para custeio e investimento no setor, tais como aquisição de máquinas e equipamentos, projetos de ampliação, de modernização da produção e de inovação e sustentabilidade. O programa incentiva o fortalecimento dos sistemas de produção ambientalmente sustentáveis, com redução das taxas de juros para recuperação de pastagens e premiação para os produtores rurais que adotam práticas agropecuárias consideradas mais sustentáveis.

Para o diretor de Planejamento do BRDE, Otomar Vivian, a atuação do banco, por meio de crédito no Programa de Fortalecimento da Agricultura Familiar (Pronaf), além de fortalecer a pequena propriedade, reflete diretamente no desenvolvimento econômico de diferentes regiões agrícolas. “Por certo, a agricultura familiar é a que mais sofreu os efeitos da recente estiagem que castigou o Rio Grande do Sul. Por isso, esse desempenho do banco se mostrou decisivo”, acrescentou Vivian.

Além de operacionalizar o Plano Safra, o BRDE também tem como objetivo incentivar projetos de toda a cadeia produtiva do agronegócio, como o Meu Agro BRDE, um programa que compreende os investimentos ligados a esse segmento, desde o fornecimento de insumos até a distribuição e a comercialização de produtos.

Safra 2023/2024

Para o próximo período do Plano Safra, serão disponibilizados R$ 364,22 bilhões para operações, um aumento de 27% em relação ao Plano anterior. Já para o Plano Safra da Agricultura Familiar, o volume anunciado é de R$ 77,7 bilhões.

Foto: Divulgação

Facebook
Twitter
WhatsApp
Posts Recomendados