ABCDB e Sebrae-RS firmam parceria para avaliação genômica de animais da raça Devon

Convênio vai auxiliar criadores na seleção e melhoramento dos rebanhos

Uma parceria entre a Associação Brasileira de Criadores de Devon e Bravon (ABCDB) e o Serviço Brasileiro de Apoio às Micro e Pequenas Empresas (Sebrae) do Rio Grande do Sul vai fomentar a avaliação genômica dos rebanhos de Devon de associados gaúchos. A ferramenta fornece informações que podem ser determinantes na seleção de animais melhoradores dos plantéis. O convênio entre as duas entidades foi assinado na sexta-feira (08/12), em Porto Alegre (RS).

A nova tecnologia será um suporte diferenciado para os produtores alcançarem uma evolução genética nos seus rebanhos, conforme afirma a presidente da ABCDB, Elizabeth Cirne-Lima. “O criador passa a ter acesso a uma ferramenta que identifica o potencial e as habilidades genéticas de cada indivíduo. A interpretação dos resultados dos exames facilita a tomada de decisões estratégicas na propriedade”. A dirigente destaca, ainda, a parceria com o Sebrae-RS. “É um programa com visão de futuro, um apoio importante para a formação de uma base de dados dos bovinos brasileiros. Possibilita uma seleção de alta performance e com maior acurácia, além de um retorno mais eficiente na seleção do gado”.

O criador Gilson Barreto Hoffmann, que já realiza a avaliação genômica no rebanho da Cabanha Santa Lúcia, em André da Rocha (RS), relatou os resultados que vem obtendo na propriedade. “Estas análises nos fornecem 17 características que estão nos ajudando, no melhoramento genético e na qualidade dos animais. As avaliações nos permitem conhecer o potencial genético dos nossos animais, referentes às características maternas, de produção e de carcaça. Eu comecei aos poucos e, há três anos, passei a utilizar a genômica em todo o rebanho”.

O exame é simples, basta a retirada de um tufo de pelos no rabo do animal, uma única vez. O material vai para análise em laboratório e os resultados poderão ser utilizados da melhor forma pelo criador. O serviço será realizado pela Neogen, empresa líder mundial no mercado de genômica, e deve iniciar nas próximas semanas, após o cadastro dos produtores interessados. A previsão inicial é de que um mil reprodutores Devon, de diferentes criadores, sejam genotipados.

Pela proposta, o Sebrae subsidia 50% do custo da análise, que atualmente é de R$240 por animal, e a outra metade o produtor poderá pagar em até 12 vezes. Segundo o gerente regional do Sebrae-RS, Gustavo Rech, além de levar maior rentabilidade para o produtor, facilitar o acesso à avaliação genômica significa aumentar a competitividade da pecuária do Rio Grande do Sul. “O Sebrae atua para melhorar o processo produtivo e para que todo o manejo seja assertivo. Temos produtos excepcionais e precisamos mostrar para o mundo todo esse potencial”. Rech lembra, ainda, que o apoio vale somente para propriedades do Rio Grande do Sul e que se caracterizam como micro ou pequena empresa.

O coordenador de Agronegócio do Sebrae-RS, André Bordignon, ressalta que a pecuária de corte tem um papel importante para o agronegócio gaúcho e está presente em quase todos os municípios do estado. “A produção da cadeia da carne está voltada para quem vai comprar esse produto. Sabemos que o consumidor de carne bovina busca maciez, suculência e qualidade, para isso, é preciso, sempre, melhorar o rebanho. E é por isso que investimos, cada vez mais, na outra ponta, em produtos que buscam essa melhoria genética de rebanho e nos dê a garantia de que o consumidor vai receber essa carne que ele espera”.

Fotos: Bezier Filmes e Simone Müller

Facebook
Twitter
WhatsApp
Posts Recomendados