Close

Sign In

Close

XX Congresso Brasileiro de Ornitologia busca caminhos à conservação das aves silvestres

XX Congresso Brasileiro de Ornitologia busca caminhos à conservação das aves silvestres

Pesquisadores das aves silvestres de todas as partes do Brasil estiveram reunidos em Passo Fundo para integrar quatro dias de intensa programação científica, que marcou o XX Congresso Brasileiro de Ornitologia (CBO).

Abordando o tema “A conservação das aves em ambientes modificados: um desafio sem fronteiras” o congresso ocorreu entre 4 e 7 de novembro, no Centro de Eventos da Universidade de Passo Fundo (UPF). O evento científico teve a Sociedade Brasileira de Ornitologia como promotora e a UPF, por meio do Instituto de Ciências Biológicas (ICB) e do Projeto Charão, em parceria com a Associação Amigos do Meio Ambiente (AMA), como instituições realizadoras.

O congresso reuniu cerca de 420 participantes entre congressistas e palestrantes, representando praticamente todos os estados e universidades do Brasil, também com a participação de ornitólogos da Argentina e Paraguai. Ao longo dos quatro dias de programação, foram realizadas palestras, mesas redondas, painéis, apresentações orais e apresentação de pôsteres, esses contemplando 240 trabalhos científicos.

Também foram realizados 12 minicursos de 8 horas abordando temas como a evolução das aves, bioacústica, telemetria, genética, sistemática, biologia reprodutiva e redação científica em ornitologia.

Buscando apresentar e discutir resultados sobre o uso de plantios comerciais de pinus, eucalipto e araucária pelas aves, foi realizado um seminário na tarde do dia 06 de novembro, socializando resultados e buscando alternativas para melhorar a situação das aves nessas áreas de florestamentos homogêneos.

O último dia do CBO abordou a conservação das aves frente às mudanças climáticas, o papel das áreas protegidas na conservação das aves, além de uma atualização sobre o papel da taxonomia e da sistemática no estudo das aves.

Dentro do tema proposto para o XX CBO, foi apresentado o filme “Green

Fire: Aldo Leopold e uma Ética da Terra para os Dias Atuais”, apresentado pela primeira vez em público no Brasil com a tradução para o português pelo Dr. Rômulo Ribon. O filme emocionou todos e contou com comentários de ornitólogos, observadores de aves e proprietário de terras, além do professor Ribon.

A coordenadora do XX CBO, professora do ICB, Nêmora Pauletti Prestes, destaca que o fato de o município de Passo Fundo encontrar-se dentro da principal região de produção de cereais do Rio Grande do Sul, com uma agricultura que utiliza tecnologia sofisticada, foi uma provocação para a escolha do tema do congresso. “Buscamos caminhos, estratégias e mecanismos de gestão da vida silvestre e dos ecossistemas, para que possamos praticar uma agricultura em harmonia com a conservação das aves silvestres”, pondera.

De acordo com a professora Nêmora, o apoio e o envolvimento de vários setores da UPF foi fundamental para que o Congresso alcançasse seus objetivos. Ela destaca a Vice-Reitoria de Extensão e Assuntos Comunitários, por meio da Divisão de Extensão e dos grupos artísticos da UPF que encantaram os congressistas, a DTI, o ICB, a Agecom, o Setor de Bolsas, o Campus Carazinho, a Assessoria de Imprensa, o Setor de Veículos e o apoio logístico da Faculdade de Direito.

Foto: Divulgação/UPF

Pesquisadores e estudantes de todas as regiões do Brasil socializaram conhecimentos e discutiram caminhos futuros para a conservação das aves no Brasil


Comentários + Novo Comentário

Deixe um comentário

* Campos Obrigatórios