Close

Sign In

Close

Programa Dissemina atenderá dez municípios da região Nordeste

Programa Dissemina atenderá dez municípios da região Nordeste

Os municípios de Água Santa, Caseiros, Ibiaçá, Ibiraiaras, Lagoa Vermelha, Paim Filho, Sananduva, Santo Expedito do Sul, São José do Ouro e Tupanci do Sul, na região Nordeste, são alguns entre os 62 contemplados na terceira fase do programa Dissemina, da Secretaria Estadual de Agricultura, Pecuária e Agronegócio e a Fundação Estadual de Pesquisa Agropecuária (Fepagro). O Programa Estadual de Incremento da Qualidade Genética da Pecuária de Carne e Leite – Dissemina, oferece gratuitamente sêmen dos melhores reprodutores de gado de corte e leiteiro para o melhoramento genético do gado bovino, através de inseminação artificial, para pequenos produtores rurais.

A terceira fase do Programa será realizada com o apoio do Ministério do Desenvolvimento Agrário, que disponibilizou R$ 2,5 milhões para a condução do projeto. Com mais R$ 496 mil, oriundos da Seapa e da Fepagro, a terceira etapa do programa totaliza um investimento de quase R$ 3 milhões.

Como funciona = O Dissemina disponibiliza, em regime de cessão de uso, um automóvel utilitário e um botijão de nitrogênio, além de distribuir doses de sêmen, a custo zero, e nitrogênio líquido a preço de custo. O público-alvo são os agricultores e pecuaristas familiares dos municípios conveniados. O Programa também prevê um curso de qualificação, conduzido pela Fepagro, para os técnicos responsáveis e os inseminadores dos municípios. A Fundação também fará o acompanhamento e monitoramento da ampliação da qualidade genética do rebanho bovino leiteiro e de corte.

Os municípios que serão atendidos nessa fase foram definidos pelos próprios Territórios da Cidadania/Rurais do MDA, em reuniões e debates realizados com a Seapa e a Fepagro. Quinze Territórios da Cidadania serão contemplados nessa terceira etapa. “O Ministério tem todo o interesse na melhoria da cadeia de produção de leite, e o Dissemina atende exatamente a essa demanda. A cadeia do leite está em ascensão e pode maximizar o uso da pequena propriedade, gerando mais renda ao pequeno produtor, explica o delegado federal do MDA no Rio Grande do Sul, Marcos Regelin.

Resgate das funções do Estado

No ato de divulgação dos 62 municípios da terceira fase, o secretário da Agricultura, Pecuária e Agronegócio, Luiz Fernando Mainardi, disse que ações como esta só são possíveis porque o atual governo optou por recuperar as funções do Estado. “O Estado tem a obrigação de fomentar a economia, em especial a agropecuária, base de nossa economia, e particularmente o público da agricultura e pecuária familiar que, sem o apoio do governo, não tem condições de aumentar sua produção”, explicou Mainardi. Para o diretor-presidente da Fepagro, Danilo Rheinheimer dos Santos, destaca, ainda, que a coordenação do Dissemina por um órgão de pesquisa como a Fepagro confere segurança técnico-científica em todas as etapas do programa: “é o braço da pesquisa chegando às comunidades, através da parceria com os municípios”, frisa.

O projeto piloto, realizado com recursos do MDA, da Seapa e da Fepagro (R$ 1,5 milhões), contemplou 31 municípios. A segunda fase, com recursos do Ministério da Agricultura, da Seapa e da Fepagro (R$ 2,5 milhões), conveniou mais 59 cidades gaúchas ao Dissemina.


Comentários + Novo Comentário

Deixe um comentário

* Campos Obrigatórios