Close

Sign In

Close

Os 10 mandamentos da piscina perfeita – Edição de Dezembro de 2017

Construo uma piscina ou é melhor deixar para o ano que vem e continuar tomando banho de mangueira? Se já faz tempo que você está pensando sobre essa questão, aqui encontrará uma resposta: construa a piscina, sem dúvidas! Por quê? Porque existem modelos para todos os orçamentos, porque não é necessário fazer obras grandes se não quiser e porque por menor e mais simples que ela seja, sempre será melhor que um banho de mangueira. Se está mais convencido agora, não perca esses 10 mandamentos para ter uma piscina perfeita.

 

 

1 – Priorizará suas reais possibilidades
Se quer construir uma piscina em seu jardim, o primeiro passo consiste em listar quais são suas reais possibilidades. Falamos, basicamente, do espaço e do orçamento disponível. Isso servirá para delimitar opções para poder centrar-se em outros detalhes que ajudarão a tomar a decisão final. Por exemplo, se você quer uma piscina de concreto, se quer uma piscina grande ou pequena, de que material, se quer utilizá-la todo o ano ou somente nos meses de verão.

 

 

2 – Meditará sobre o posicionamento
O local onde você quer posicionar sua piscina é uma questão fundamental, seja ela construída em alvenaria ou de fibra. A princípio trata-se de orientar a piscina de maneira que tenha o máximo de horas de sol possível para climatizar a água naturalmente. Isso é importante se você mora em áreas pouco calorosas, por outro lado, é preciso garantir que o acesso seja prático e não atrapalhe outras áreas importantes do jardim. Um profissional poderá te ajudar a tomar a melhor decisão.

 

 

3 – Escolherá um estilo de piscina de acordo com sua casa e jardim
Enquanto pensa no posicionamento, no espaço e nos preços, não esqueça de pensar também no estilo da piscina, já que ela deve estar em sintonia com o estilo da sua casa e do jardim. Por exemplo, uma piscina de fibra não se encaixaria muito bem em uma casa de design. Tente, dentro de suas possibilidades, que a piscina fique integrada com a casa e não como se fosse algo sem sentido. Lembre-se que a escolha dos materiais para o revestimento da piscina e de sua borda, também farão parte desse trabalho de imagem.

 

 

4 – Amará o microcimento sobre todas as coisas
As piscinas de concreto armado são tendência já faz algum tempo. Como sabemos, esse tipo de piscina conta com um acabamento de 2 e 3mm de espessura que devido a sua elasticidade, continuidade e resistência pode ser aplicado sobre diferentes tipos de superfície. Quando bem feita, tem um acabamento contínuo e impermeável, não racha e nem trinca e pode ser combinado com pigmentos naturais, possibilitando a personalização de cores e, além disso, se adapta a todos os estilos.

 

 

5 – Honrará a área de descanso assim como a própria piscina
Tão importante como a piscina em si, é ter uma área para relaxar que a acompanhe. Afinal, quando você cansar de mergulhar onde vai tomar sol? Essa área de descanso tem que estar junto da piscina, ou muito próxima, e orientada para ter uma ótima vista. Não vire a área de descanso para a parede, coloque-a onde seja possível desfrutar da vista da piscina, do jardim ou varanda para aproveitar da melhor maneira possível.

 

 

6 – Buscará áreas de sombra
Na mesma área de descanso, você também deverá contar com algum sistema de sombreamento, se não quiser pegar uma insolação. A operação verão é importante mas proteger sua pele nas horas de máxima radiação, também. Lembre-se que existem várias opções desde as tradicionais pérgolas até os ombrelones e toldos. Escolha o sistema que melhor se ajuste às suas necessidades.

 

 

7 – Não aceitará qualquer qualidade
Já mencionamos antes, existem piscinas para diferentes orçamentos, mas dentro deste leque de possibilidades sempre há opções de menor qualidade que outras. Se for fazer uma piscina de alvenaria, escolha bem os materiais e acabamentos, contrate uma empresa profissional e com referências e não menospreze pequenos detalhes que depois podem apresentam problemas. É um investimento que deverá durar muitos anos, sendo assim, melhor fazer bem desde o princípio, mesmo que isso custe um pouco mais.

 

 

8 – Não irá ignorar o revestimento da área da piscina
O revestimento da área da piscina é outro elemento a considerar. Estética a parte, é importante que seja antideslizante para evitar escorregões e acidentes. O deck de madeira natural e a pedra são materiais mais utilizados por suas propriedades antideslizantes. Na hora de escolher, tenha também em mente que existem materiais que esquentam muito com o sol tornando-se desconfortável na hora de pisar.

 

 

9 – Não se esquecerá dos acessos
Se sua piscina será o centro das atenções de atividades e reuniões em família que inclua crianças e idosos, é recomendável considerar que tipo de acesso é o mais adequado. As piscinas de areia começam do zero e a entrada é feita progressivamente, como em uma praia. Além disso são antideslizantes, o que as tornam mais seguras para crianças, idosos e pessoas com mobilidade reduzida.

 

 

10 – Pensará um pouco mais além
E quando acabar o verão? Também é preciso pensar na manutenção da piscina e como você irá protegê-la da sujeira durante os meses mais frios. O mundo das coberturas para piscinas oferece inúmeras possibilidades. Você poderá encontrar desde a clássica lona, até coberturas de correr, feitas em madeira que tampam a piscinas por completo. Como sempre, tudo dependerá de seus gostos pessoais e do orçamente disponível.

 


Comentários + Novo Comentário

Deixe um comentário

* Campos Obrigatórios