Close

Sign In

Close

Marcos Nepomuceno – 04/12/2015

Marcos Nepomuceno – 04/12/2015

O PTB E O GOVERNO MUNICIPAL
Na coluna da semana passada, veiculamos que o PTB teria indicado vários nomes, a pedido do prefeito, Getulio Cerioli, para compor o secretariado municipal, em especial agora, depois de algumas mudanças que foram efetuadas, mas na base do PDT. Luis Filipe Zonta assumiu a secretaria da Administração e Domingos Francescato passou a ocupar a secretaria da Saúde, no lugar de Ivanilde Lima Rodrigues. Com estas mudanças, surgiram especulações que outras secretarias poderiam ter seus titulares alterados, entre elas, a da Ação Social e Habitação, liderada por Izaias Baldissera, PTB. Destacamos que teriam sido indicados vários nomes em nome do PTB, para possível aproveitamento do prefeito. Nesta semana, recebemos a visita de Baldoino Zoti, presidente do PTB, informando que a notícia veiculada precisa de algumas correções. Destacou que seu nome nunca foi indicado para ocupar uma secretaria. Apresentou ofício, datado de 11 de novembro de 2015, e que teria sido entregue ao prefeito, apresentando a relação de cinco lideranças para o primeiro escalão e mais três nomes para os segundo e terceiro escalões do governo municipal.

OS NOMES
Teriam o aval do PTB de Lagoa Vermelha para estar presente no secretariado de Getulio Cerioli, nomes como de Elza Zoti Melara, que já chegou a concorrer ao cargo de vereadora pelo partido, sendo uma das militantes tradicionais; Bráulio Guedes, vice-presidente do PTB; Ivo Matuela, que já foi secretário nesta gestão; Pedro Macari, ex-vereador; e Zeferino Marcante, que recentemente ingressou no PTB lagoense.
Para os demais escalões, o PTB citou os nomes de José Loredi Padilha, Diego Delsente e Kaliane Gomes.

APROVEITAMENTO
Não sabemos ainda se as lideranças nominadas pelo PTB poderão ser aproveitadas pelo prefeito em seu governo, mas o fato é que até o momento as alterações que ocorreram em nível de primeiro escalão ficaram somente restritas ao próprio PDT. Ivanilde Rodrigues teve seu nome comentado para aproveitamento em outra secretaria, mas ficou somente nisso.

RELAÇÃO
A relação política envolvendo o PDT e o PTB até o momento está coesa, onde a vice-prefeita Ana Catarina Lenzi Pacheco demonstrou ao longo destes anos bom relacionamento com o prefeito Getulio, fato que permitiu também a permanência de integrantes do PTB de forma natural na prefeitura. O partido, além da secretaria da Ação Social e Habitação, comanda a secretaria da Agricultura e Abastecimento, através de Idenir Deggerone, vindo da Emater.

O FUTURO
Em várias manifestações na imprensa, lideranças do PTB disseram que estariam com o governo do PDT até o final desta gestão, dando a entender que pretendem negociar nova aliança para o pleito de 2016.

PREFEITURÁVEIS
Mas o PTB, ao mesmo tempo que diz estar junto com o PDT até o fim, comenta nomes para disputa ao Executivo Municipal. Entre eles, novidade, recebeu ênfase Zeferino Marcante. Além do mais, os petebistas, através de alguns setores, sempre demonstram respeito ao fundador e ex-prefeito do partido, Eli Pegoraro. Bráulio Guedes chegou a ser comentado para um possível aproveitamento como candidato ao Legislativo ou quem sabe, liderança para compor uma chapa na majoritária, a vice-prefeito. As projeções, até o momento, não indicam rupturas entre o PDT e PTB, mas também não significa que está tudo definido.

A SITUAÇÃO DOS POSSÍVEIS PRÉ-CANDIDATOS
Estamos quase que encerrando 2015 e, neste momento, não houve alterações quanto a nomes que poderiam voltar a concorrer a Chefia do Executivo de Lagoa Vermelha em 2016. A novidade nos últimos meses foi a saída de Altair Rech Ramos do PMDB e ingresso no PSD, sendo mencionado insistentemente como pré-candidato a prefeito.
No PSDB, vereador Adriano Dolzan, diz que é o indicado pelos tucanos a buscar a condição de candidato a prefeito.
O PSB tem o nome de Márcia do Carmo que realiza bom trabalho de divulgação na mídia sobre sua atuação na Câmara.
PT, ao que tudo indica, ainda não sentou para ventilar nomes na sucessão.
PMDB, segundo seu presidente, tem candidato a prefeito em 2016. Nome do próprio Sinclair Bombassaro é lembrado, além do vereador Ricardo da Rosa.
PP, depois de toda turbulência enfrentada com a questão de Moacir Volpato, que no momento está inelegível até 2020, não consegue colocar nos bastidores da política nomes que convençam que poderão ser candidato a prefeito. Mas tradicionais lideranças são sempre lembradas neste momento, como de Luiz Carlos Kramer. O nome do jovem Gustavo José Bonotto foi citado. Também foi comentado Cristiano Volpato.
No PDT, nomes já estão mais que batidos: Domingos Francescato, Maurício Casarin e Sérgio Menegaz.
No PPS, ex-vereador Luiz Antônio Muliterno, Tulu, chegou a mencionar que concorreria.
PV, PPL, PHS, PR, PRB, devem compor aliança.
O PTB tem nomes como Zeferino Marcante e Eli Pegoraro.
No DEM são citados Osmar Piardi e Ivan Barreto. Houve convite para que Paulo Silva assumir tal condição, sem desdobramentos.

OS SECRETÁRIOS MUNICIPAIS
A beira de um pleito como o de 2016, os atuais secretários municipais sempre são lembrados como possíveis candidatos, seja ao Executivo e principalmente ao Legislativo. São nove nomes que formam o secretariado de Getulio. Destes, certamente muitos estarão na eleição pedindo voto: Luis Filipe Zonta (PDT), Idenir Deggerone (PTB), Marli Schenatto (PDT), Domingos Francescato (PDT), Francisco Belmiro (PDT), Ranyeri Bozza (PDT), Izaias Baldissera (PTB), Michel Crestani da Silva e Rodinei Pimentel.

EX-PREFEITOS
Na política municipal, nomes de ex-prefeitos sempre são lembrados pelos partidos e pela própria população, quando se fala na busca do comando do Poder Executivo. Em Lagoa Vermelha, lembranças de Eli Pegoraro, Oscar Grau e Paulo Moysés de Andrade.
Outro exemplo é em Caseiros. Ex-prefeitos Marcos Canali e Paulo Nadin sempre são citados na corrida sucessória.
Já em Capão Bonito do Sul a lembrança recai sobre Francisco Dimorvan Dutra Vieira, PTB.

REELEIÇÃO
Municípios de Capão Bonito do Sul, Caseiros e Ibiraiaras, poderão ter os atuais prefeitos como candidatos a reeleição: Danilo Barreto da Costa, Dartanhã Vecchi e Douglas Rossoni podem reivindicar tal condição. Em Lagoa Vermelha, em 2016, isso não vai acontecer. Getulio Cerioli não poderá concorrer a reeleição.

ELEIÇÃO NA CÂMARA
Na terça-feira, 8, a Câmara de Vereadores de Lagoa Vermelha estará reunida para eleger seu novo presidente para a gestão de 2016. Clóvis Neckel, deve encabeçar a chapa composta pelo PP, PSDB e PMDB. Os três partidos possuem maioria e deverão eleger Neckel, fruto de acordo firmado desde o início da gestão. PDT, PSB e PTB, do outro lado, devem apresentar candidato.

RECURSOS PARA O HOSPITAL
O Ministério da Saúde confirmou o empenho de emendas individuais da senadora Ana Amélia (PP-RS) que irão beneficiar hospitais e municípios gaúchos. No total, serão distribuídos R$ 5,26 milhões em recursos para aquisição de equipamentos nas instituições de saúde e estruturação da rede de atenção básica à saúde. Está confirmado o empenho dos recursos a 20 hospitais, que receberão cerca de R$ 4,45 milhões. Além disso, foram empenhados R$ 810 mil em emendas para 7 municípios. A senadora Ana Amélia destacou a importância da destinação desses valores para que os hospitais possam se equipar e ampliar o acesso ao atendimento da população em várias áreas. Entre os beneficiados está o Hospital São Paulo, de Lagoa Vermelha, com R$ 300 mil.


Comentários + Novo Comentário

Deixe um comentário

* Campos Obrigatórios