Close

Sign In

Close

Equipamentos de contagem de tráfego são instalados em rodovias estaduais na região

Equipamentos de contagem de tráfego são instalados em rodovias estaduais na região

Dispositivos devem identificar números de veículos que circulam na ERS-475, ERS-126, ERS-343, ERS-208 e RSC-480.

 

Nesta quinta-feira (14) o Departamento Autônomo de Estradas de Rodagem (Daer) inicia a instalação dos equipamentos de contagem de tráfego nas rodovias da Região Noroeste, próximas a Erechim. A ação integra o estudo de Contagem Volumétrica de Tráfego, coordenado pela Superintendência de Pesquisas Rodoviárias da autarquia.

 

Os dispositivos serão utilizados exclusivamente para a contagem de tráfego.  Não haverá nenhuma aferição de velocidade, tampouco a emissão de multas. O objetivo é identificar o número e a classificação de veículos que circulam nas estradas gaúchas. “Essas informações serão empregadas para planejar ações de construção e manutenção da malha viária que administramos”, diz o diretor-geral da autarquia, Rogério Uberti.

 

De 14 a 16 de junho o serviço será executado nos seguintes trechos: ERS-475, entre o entroncamento da VRS-828 até o entroncamento da BR-153 com a ERS-469; ERS-343 entre o entroncamento da BR-470, em Barracão e o entroncamento da ERS-477, em São Jose do Ouro; ERS-208 do entroncamento da ERS-442, em Machadinho até o entroncamento com a ERS-126, em Maximiliano de Almeida e RSC-480, entre São Valentim e o entroncamento da ERS-137. Na ERS-126 o estudo ocorre em dois trechos, primeiro entre o entroncamento da BR-285 e o entroncamento da ERS-467 e por último, do entroncamento com a ERS-477, para Paim Filho, até o trevo municipal de Maximiliano de Almeida.

 

O estudo de contagem de tráfego está sendo executado pela empresa DBA, contratada pelo Daer. Os primeiros aparelhos foram instalados em maio na região de Osório. Ao todo, serão mais de 500 locais de contagem durante o período de um ano de duração do contrato.

 

Após a execução do trabalho de campo, os resultados obtidos alimentarão o banco de dados do Daer e o Sistema de Gerência de Pavimentos. “Essa atualização permitirá a priorização das intervenções de forma mais eficaz, otimizando os recursos públicos”, garante Uberti.


Comentários + Novo Comentário

Deixe um comentário

* Campos Obrigatórios